Em sessão do Pleno desta quarta-feira (26), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) acolheu medida cautelar determinando ao Departamento Municipal de Habitação de Porto Alegre (DEMHAB) que suspenda o pagamento de contratos relativos às obras de demolição, mudança, reformas e serviços em vilas e na Avenida Tronco.

De acordo com a manifestação da relatora do processo, conselheira-substituta Daniela Zago, foram apontadas pela área técnica do Tribunal de Contas diversas irregularidades em contratos firmados em 2014 e 2015, referentes ao pagamento de serviços não comprovados ou realizados sem cobertura contratual, inconsistências nas medições, indícios de superfaturamento, formalização de termos aditivos sem justificativas técnicas adequadas, dentre outras.

Tendo em vista a possibilidade de dano aos cofres públicos, o Tribunal decidiu determinar ao Departamento que suspenda os pagamentos até manifestação definitiva da Corte sobre o assunto, no âmbito da Inspeção Especial instaurada no DEMHAB.

 

Fonte: TCE

 


Por: Sabatti Advogados

Publicado em: 3 de novembro de 2020

Compartilhar:

voltar

Notícias Recomendadas:

24/06/2022

Por: Livio Sabatti

Gestante com contrato intermitente de vendedora deve receber indenização por período de estabilidade


A rescisão indireta do contrato foi reconhecida pelo juiz da 4ª Vara do [...]

22/06/2022

Por: Livio Sabatti

Siderúrgica terá de pagar mais de R$ 2 milhões a metalúrgico por queimaduras graves em acidente


14/06/22 – A Siderúrgica Norte Brasil, de Marabá (PA), terá de pagar [...]

20/06/2022

Por: Livio Sabatti

Despedida de comissária de bordo que precisou parar de usar esmaltes é considerada discriminatória pela 2ª Turma do TRT-4


A comissária de bordo trabalhava havia cerca de dez anos para a empresa [...]